MENU

myeongdong-shopping-and-night-life-district-seoul-south-korea-DFR0E4

  1. Coreanos vivem em um ciclo interminável (perdão pelo pleonasmo) de rotinas desumanas. A melhor fase da vida deles é até os 7-8 anos de idade. Depois disso, começa o inferno.
  2. Quando no Middle School, os pré-adolescentes estudam num ritmo intenso para entrar nas melhores escolas de High School (Ensino Médio) do país. São 100 vagas para cada 600 mil estudantes vindos do Middle School. Desde cedo eles convivem em ambientes de extrema competitividade.
  3. Há crianças coreanas que comentam com seus professores casos assim: “Hoje estou muito feliz porque amanhã, sábado, vou ter o dia inteiro para descansar e fazer o que quiser, algo que não acontecia há um mês”.
  4. Quando no High School, coreanos ficam na escola de 6:30 ou 7h da manhã até 11:30 da noite. E, quando chegam em casa, ainda têm dever de casa para fazer. No total são cerca de 14h de estudos. É normal escutar de coreanos que, durante essa época da vida, eles costumavam dormir de 3 a 4 horas por dia (incluindo fins de semana). Alguns estudantes assistem às aulas em pé para não caírem no sono.
  5. Tudo isso é para se preparar para o dia mais importante da vida deles, o vestibular, que é tipo o Enem: uma prova só para (quase) todas as universidades do país. Os alunos com as melhores notas entram nas melhores universidades que lhe garantirão empregos nas maiores empresas do país. É um pensamento comum aqui que, caso você não entre em uma universidade famosa, não terá uma vida decente.
  6. Caso o coreano não consiga uma nota legal e vá parar numa universidade não tão boa (sim, nem todas as universidades coreanas são de ponta), ele desiste de entrar na faculdade e se matricula num cursinho que funciona como internato: os estudantes passam o ano todo trancafiados lá, estudam 16 horas por semana (o que são 2 horas a mais para quem já estava com 14 né), convivem com um ambiente que lembra um quartel militar, tem horários definidos para acordar e ir dormir, os corredores são vigiados, as mochilas são revistadas, etc. Caso um estudante seja pego lendo um livro de ficção (ou qualquer um não-didático), o livro é confiscado.
  7. Caso o coreano entre em uma boa universidade, terá que manter o ritmo de estudo intenso para obter sempre as melhores notas, pois a maioria das empresas do país usam as notas como um dos critérios mais importantes de seleção de candidatos.
  8. Já escutei casos como: “Durante a época de provas, eu fico acordado por 23 horas por três dias”, “Tenho que trabalhar no meu laboratório de pesquisa por 14 horas por dia durante dias da semana e 6 horas em sábados e domingos” e “Tenho direito a apenas 5 dias de férias por ano”.
  9. Estudantes das melhores universidades (como a que eu estou, a KAIST) se sentem tão orgulhosos de terem chegado onde estão que basicamente não dão importância à vida fora do campus.
  10. A KAIST é, essencialmente, uma universidade voltada à pesquisa, tanto que o número de estudantes de pós-graduação é maior que os de graduação.
Anúncios